Tamanho da letra
Normal Médio Grande
Facebook Partilhar e divulgar
Enviar por email
Imprimir Página
Início > Notícias > Notícias (Arquivo 2010) > SPEM quer criar primeira casa de cuidados continuados do país em Oliveira do Hospital

04 noticias cor

A primeira casa de cuidados continuados para doentes portadores de esclerose múltipla do país pode vir a nascer em Oliveira do Hospital.

primeira casa de cuidados continuados do paísFonte: Correio da Beira Serra (Jornalista: Henrique Barreto)

José Carlos Alexandrino acaba de aceitar um repto que lhe foi lançado pela Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM) no sentido de apoiar a criação daquela que poderá vir a ser a primeira casa de cuidados continuados do país para utentes portadores de uma doença altamente incapacitante – a esclerose múltipla.

“Tivemos uma reunião com o senhor presidente da Câmara que foi muito sensível para nos poder ajudar e combinámos que, juntos, deitaremos mãos à obra”, afirmou ao correiodabeiraserra.com Manuela Duarte Neves, directora da SPEM, adiantando ainda que o autarca de Oliveira do Hospital “está muito empenhado no projecto e comprometeu-se a arranjar rapidamente um terreno”, com uma área de sensivelmente dois mil e quinhentos metros quadrados, para a instalação daquele equipamento.

A concretizar-se, Manuela Neves diz que este projecto “é a realização de um dos grandes sonhos” da SPEM, dado que – conforme explica – os doentes com esclerose múltipla “têm necessidades específicas” e, neste momento, “acabam por ser encaminhados para lares de terceira-idade ou para outros espaços indiferenciados”.

Relativamente à escolha de Oliveira do Hospital para a instalação deste equipamento social destinado a receber doentes de norte a sul do país e com capacidade para cerca de 50 utentes, a directora da SPEM elege a centralidade do concelho oliveirense como um factor preferencial, mas também destaca o clima. “É um sítio onde durante a maior parte do ano não faz calor, o que é bom para os doentes”, refere.

Ana Moura elogiou o projecto no palco da EXPOH

Quem que se congratulou já publicamente com este anúncio foi uma das maiores vozes do fado, que para além de ser madrinha da SPEM é tida como uma pessoa que “tem dado uma ajuda extraordinária ao trabalho desenvolvido” por aquela associação.

No palco da EXPOH, onde no sábado deu um concerto, Ana Moura interrompeu o espectáculo por breves instantes para se congratular com a iniciativa e agradeceu publicamente ao autarca de Oliveira do Hospital o empenho que está a depositar no projecto. “É uma grande amiga da SPEM”, frisou Manuela Neves a este diário digital que – conjuntamente com a presidente daquela associação – também esteve na EXPOH a assistir à actuação da prestigiada fadista.

A Esclerose Múltipla é uma doença inflamatória e degenerativa do sistema nervoso central, que interfere – entre outras situações – com a capacidade de controlo de funções como a visão, a locomoção e o equilíbrio. A doença – estima-se que em Portugal existam actualmente mais de 5 mil doentes – ainda não tem cura, e surge em regra entre os 20 e os 35 anos. É mais frequente nas mulheres.

Saiba mais aqui, sobre a doença.


Outras notícias:

Mundo Português - Primeira casa de cuidados continuados do país pode nascer em Oliveira do Hospital
Saúde 21 - SPEM QUER CASA DE CUIDADOS CONTINUADOS EM OLIVEIRA DO HOSPITAL


Designed by Exadorma
Alojamento gentilmente cedido por PHNEUTRO