SPEM

EM’REDE: o projeto que cria laços de afeto à distância

By 2021-11-25 No Comments

O EM’REDE surgiu numa fase crítica de pandemia em 2020 e foi replicado em 2021 com o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas com Esclerose Múltipla no seu domicílio. Mais do que um projeto que disponibiliza e presta serviços por videoconferência essenciais à boa gestão da doença (fisioterapia, atividade física, terapia da fala, estimulação cognitiva, serviço social e psicologia), o EM’REDE desperta momentos felizes na vida das pessoas com Esclerose Múltipla: proporciona o diálogo e a socialização, provoca sorrisos e, fundamentalmente, cria ligações afetivas.

Ao se verem apenas através de um ecrã e dispersas por vários pontos do país, as pessoas começam a sentir a necessidade de se encontrarem pessoalmente, de se abraçarem, de se verem “ao vivo e a cores”. Formaram-se amizades que, talvez, perdurem para a vida e, aconteceram encontros presenciais entre participantes que apenas se conheceram através das sessões de grupo por videoconferência.  

Em quase dois anos de EM’REDE desafiámos alguns participantes a definir numa palavra o que é que o projeto significa nas suas vidas e tivemos respostas muito positivas.   

“Para mim o EM’REDE é …” 

Partilha (Rute Marques) 

União (Diozinia Gavancha) 

Mais-valia (Dora Ferreira) 

Amizade (José Barradas) 

Desafio (Marta Pequeno) 

Companhia (Carla Vala) 

Suporte (Paula Franco) 

Ajuda (Rosa Roupinha) 

Interajuda (Aldina) 

Esperança (José Pedro) 

Com o apoio da Multiple Sclerosis International Federation.

Translate »