SPEM

SPEM participa em Simpósio Europeu

By 2021-07-13 No Comments

O evento internacional representa o encerramento de um projeto de quatro anos, que tem reunido esforços no estudo e implementação de uma terapêutica inovadora para os portadores de Esclerose Múltipla (EM). 

O N2B-patch é um projeto financiado pela União Europeia, que teve início em janeiro de 2017. O objetivo desta iniciativa passa por desenvolver uma tecnologia inovadora para o tratamento da EM através do desenvolvimento de um sistema de administração “do nariz ao cérebro” (Nose-to-Brain-patch) que evitará a necessidade de injeções e medicina oral. O objetivo a longo prazo é melhorar o tratamento de pacientes com EM.

O Simpósio do Projeto ocorreu no dia 17 de Junho e teve participação portuguesa por parte de Filipa Monteiro, que faz parte da Direção da SPEM e coordena a Missão Juventude, Emprego e Empreendedorismo, sendo a oradora convidada pela European Multiple Sclerosis Platform (Plataforma Europeia da Esclerose Múltipla).  

Através do tema “New healthcare solutions – a life changer in the daily lives of people living with MS (Novas soluções na saúde – mudança de vida no dia a dia de pessoas com EM)”, Filipa Monteiro apresentou uma solução inovadora, em que o device (dispositivo) criado pelo projeto permitirá que a terapêutica seja administrada passando a brain blood barrier (barreira sangue-cérebro)ao invés de todas as terapêuticas que existem atualmente, atuando diretamente na zona afetada e promovendo assim a neuro regeneração. 

Atualmente, as terapêuticas aplicadas em pacientes EM asseguram apenas a prevenção de possíveis incidências de surtos. Além deste fator, a tecnologia desenvolvida neste projeto permitirá a medicação para outras formas de EM, bem como a personalização dos tratamentos – algo que atualmente não existe-, e eventualmente a redução dos efeitos secundários das mesmas, como por exemplo, sintomas gripais e problemas gastrointestinais.  

O painel foi apresentado juntamente com Andrew Chan, Chefe de Departamento Médico no Hospital Universitário de Berna, na Suíça, e Professor de Neurologia na Ruhr University Bochum, na Alemanha. Andrew Chan conta com um currículo notável na investigação sobre EM, com diversos contributos científicos em conselhos nacionais de investigação, revistas internacionais de neurologia e neuroimunologia.  

A representante da SPEM mostrou-se grata pelo convite e satisfeita com os resultados finais apresentados no evento, que contou com a participação e audiência maciça de pacientes com EM, de forma a perceber a reação por parte dos futuros utilizadores desta tecnologia.