EventoInformaçãoInternacionalInvestigaçãoSaúdeSPEMTecnologia

Congresso europeu debate uso de tecnologias na saúde

By 2021-03-30 No Comments

Como aproveitar o poder dos canais e tecnologias digitais para melhorar a qualidade de vida dos pacientes?

 

O congresso “European Patient Innovation Summit 2020” (EPIS 2020) juntou mais de 250 participantes de cerca de 40 países da Europa, em torno da temática da tecnologia na saúde, para responder à questão: como aproveitar o poder dos canais e tecnologias digitais para melhorar a qualidade de vida dos pacientes? 

O ponto central do debate foi o impacto provocado pela COVID-19 e as soluções que advieram dos esforços de continuidade nos tratamentos. 

No sentido de manter o benefício das oportunidades de envolvimento digital na rotina dos pacientes, a EPIS partilhou uma série de observações e recomendações que se debruçam sobre objetivos, investimento e iniciativas que permitam o alcance do propósito. 

O consenso encontra-se assim na criação de uma plataforma humanizada e partilhada entre profissionais e pacientesonde seja possível aceder a informação relevanteconsultar registos, agendamentos e realizar teleconsultas (entre outras funções).

Aos decisores políticos e empresas de desenvolvimento de sistemas informáticoscabe a responsabilidade de procurar ativamente feedback das diferentes partes interessadas ao longo do processo de desenvolvimento, numa lógica de co-criação. Deve ainda ser salvaguardada a proteção de dados, perceções e evidências científicas, de acordo com a estrutura legal em vigor. 

Para que esta se torne numa realidade consistente, é apontado como urgente o investimento na alfabetização digital em saúde nas escolas e, em particular, na formação curricular dos médicos; na produção e divulgação de guias/vídeos de utilização das plataformas; e em ferramentas de assistência virtual que possam intervir e facilitar a utilização dos serviços. 

A manutenção dos cuidados de saúde e o acesso à informação foram os aspetos positivos da realidade digital trazida pela atual pandemia, mais destacados por associações de doentes de toda a Europa, na primeira parte do #EPIS2020.