EmpregabilidadeSPEM

Mover a Montanha do (Des)emprego

By 2021-02-01 Fevereiro 6th, 2021 No Comments

Através de um balanço de competências e de jobmatching, o projeto “EM’pregabilidade” da SPEM visa um acompanhamento para a reintegração profissional


75%
das pessoas com Esclerose Múltipla (EM) tiveram de optar por pensão por invalidez, 77% das pessoas não está a trabalhar devido à doença, 11% tiveram de mudar de emprego e 58% reduziram o seu tempo de trabalho passando para um part-time. Estas foram as estatísticas do desemprego apresentadas por Mara Dias, técnica superior de educação social da SPEM, no debate “Mover a Montanha do (Des)emprego“, no Congresso Nacional de EM 2020.

Neste sentido, foi exibido o projeto “EM’pregabilidade” da SPEM, o qual visa um acompanhamento para a reintegração e/ou reconversão profissional, através de um balanço de competências e de jobmatching. Para dar “corpo” a este projeto foi exibido o caso de sucesso de Délcio Gomes, um doente com EM que nos deu o seu testemunho em relação ao mundo do trabalho e em como a SPEM o ajudou neste processo de reintegração.

Nesta ótica, Bernardete Lopes (responsável pela responsabilidade social da Talenter) partilhou algumas experiências de recrutamento inclusivo, transmitindo sugestões do que as empresas podem fazer para trabalhar a inclusão ao contar um caso que viveu na Talenter. Bernardete Lopes revelou que a empresa de recursos humanos para a qual trabalha, de forma a incluir melhor os funcionários emigrantes em Portugal, proporcionou-lhes viagens de grupo a vários distritos do país para que estes ficassem a conhecer melhor a nossa História e Geografia e passassem a compreender determinadas situações atuais.

e Ana Paula Viana (técnica superior de direção de serviços de promoção do emprego do IEFP) apresentou medidas de reintegração laboral – como “Estágios Ativar.pt”, “Incentivo ativar.pt” e “Contratos Emprego-Inserção” – para pessoas com deficiência/incapacidade e vantagens para as empresas que apostam no recrutamento dessas pessoas.